EAP em projetos: 20 benefícios de uso (por Liliana Buchtik)

eap beneficios

A lista de benefícios proposta por nossa vizinha uruguaia, Liliana Buchtik, em seu livro Secrets to mastering the WBS in real-world project é interessante para a valorização da EAP (Estrutura Analítica de Projetos), mas é também um excelente check-list para verificar se sua EAP está boa.

Ou seja, verifique se está obtendo os benefícios listados e saberá o quão madura é sua EAP.

Checklist de EAP

  1. Entenda o trabalho e início do projeto;
  2. Evite mudanças sem controle (scope-creep);
  3. Entregue o que é esperado;
  4. Entenda áreas com compreensão limitada;
  5. Visualize o trabalho interno e externo;
  6. Visualize as fronteiras do projeto e gerencie complexidades;
  7. Proveja uma linha de base para controle do escopo;
  8. Atribua e explique o trabalho do projeto;
  9. Melhore o planejamento do projeto;
  10. Evite replanejamento e detecte alertas antecipadamente;
  11. Construa uma fundação sólida para aquisições;
  12. Melhore as comunicações;
  13. Alcance uma compreensão comum do trabalho do projeto;
  14. Melhore o reporte do projeto;
  15. Conquiste comprometimento das partes interessadas;
  16. Monitore, meça e controle o trabalho melhor;
  17. Inspire confiança e ganhe credibilidade;
  18. Melhore projetos futuros;
  19. Compare o escopo entre projetos;
  20. Integre o escopo com tempo e custos;

escopo de projeto

Ufa, é uma lista com boa parte dos nossos desejos em projetos, prometidos por uma boa EAP, nada mal, não é?

Para detalhar mais estes itens sugiro a compra do livro, que tive o privilégio de ler nesta última semana.

Título: Secrets to Mastering the WBS in Real-World Projects
The Most Practical Approach to Work Breakdown Structures (Wbs)!
Autora: Liliana Buchtik (2009)

Alguns Prós

  • Estrutura de redação do livro é bem moderna, bem dividido, com ilustrações e seções curtas, facilitando a leitura por partes ou mesmo o uso como um guia de referência para os que não desejam lê-lo inteiro;
  • Até o momento me parece a melhor obra sobre o assunto, completa e muito alinhada com as produções do PMI.

Alguns Contras

  • Senti falta de uma ligação mais forte com os requisitos do projeto, processo pouco citado no livro, diria até subestimado, de forma que nos leva a imaginar que os requisitos são dispensáveis;
  • O livro está tão alinhado com o Practice Standard for WBS do PMI (Project Management Institute) que parece uma versão modernizada e comentada dele. Quem já leu o standard do PMI não encontrará muita complementação de informações. Quem ainda não leu, prefira o livro da Liliana, mais didático e complementado;
  • Mais uma obra com posicionamento cético a respeito da orientação da EAP por produtos e entregas. Achei o rigor e ênfase exagerados a ponto de poder prejudicar o entendimento dos menos experientes e desviar o foco de resultado dos mais experientes. Em outro post falarei de minha opinião a respeito disto;
  • Alguns temas “incômodos” tiveram um bom espaço no livro porém percebi falta de profundidade. É o caso da ligação com aquisições e do uso com métodos ágeis;
  • Outro possível gap, talvez para uma edição futura, refere-se à grandes projetos, especialmente aqueles estruturados com subprojetos. Algumas dicas usuais poderiam ter espaço no livro.
Leia também  Priorização de projetos: critérios de seleção na gestão de portfólio

Tem bom espaço para uma nova edição e para tornar-se imprescindível aos profissionais de projeto precisa estar um passo a frente dos standards do PMI.

No balanço final, acho que é um livro obrigatório para o acervo dos que se dedicam com profundidade a gestão de projetos.

Aproveite e leia também:

Desvendando a Estrutura de um Projeto (EAP)

3 thoughts on “EAP em projetos: 20 benefícios de uso (por Liliana Buchtik)

  1. Hola Jackson. Obrigado por comentar mi libro. Solo queria responder a tus ultimos comentarios. El libro no se enfoca en los requisitos, si bien menciona la importancia de la EAP para los mismos, dado que ya existe extensa bibliografia sobre el tema y la idea no era redundar. Quien ha leido el estandard de la EAP del PMI tiene una buena base para leer el libro y encontrara muchisima aplicacion practica de ello mas muchos temas que este estandar no comenta como el vinculo en la practica de la EAP con el cronograma de proyecto, los riesgos, la RAM, etc. El tema de la EAP en adquisiciones, el uso y la revision de varias herramientas de software para crear y mantener la EDT, las confusiones tipicas sobre la EAP y mucho mas. El tema de metodologias agiles en el libro de EDT no se trata en mas profundidad porque no todos los lectores trabajan con metodologias agiles y la idea era escribir un libro que todos entiendan y no sesgado a una industria. Si bien es un tema que me gusta y he trabajado en ello desde el 2004, entendi que no era central en el libro. Con respecto a las adquisiciones, se puede profundizar en literatura especifica de adquisiciones si algun lector quiere profundizar. Sobre grandes proyectos, no hay mucho diferente que decir, hable por ejemplo con Dan McNichol que es experto en el megaproyecto mas grande de los USA, autor del libro Las Rutas de America, en ingles, quien leyo el libro y participo de mi conferencia y me dijo que todo lo que trata al libro es perfectamente aplicable a mega proyectos.Gracias una vez mas por haber comentado mi libro y en especial por este comentario tuyo: “Até o momento me parece a melhor obra sobre o assunto”. Te comento que el libro ya esta disponible tambien en Kindle. Te deseo muchos exitosLic. Liliana Buchtik, PMP

  2. Hola Jackson. Obrigado por comentar mi libro. Solo queria responder a tus ultimos comentarios. El libro no se enfoca en los requisitos, si bien menciona la importancia de la EAP para los mismos, dado que ya existe extensa bibliografia sobre el tema y la idea no era redundar. Quien ha leido el estandard de la EAP del PMI tiene una buena base para leer el libro y encontrara muchisima aplicacion practica de ello mas muchos temas que este estandar no comenta como el vinculo en la practica de la EAP con el cronograma de proyecto, los riesgos, la RAM, etc. El tema de la EAP en adquisiciones, el uso y la revision de varias herramientas de software para crear y mantener la EDT, las confusiones tipicas sobre la EAP y mucho mas. El tema de metodologias agiles en el libro de EDT no se trata en mas profundidad porque no todos los lectores trabajan con metodologias agiles y la idea era escribir un libro que todos entiendan y no sesgado a una industria. Si bien es un tema que me gusta y he trabajado en ello desde el 2004, entendi que no era central en el libro. Con respecto a las adquisiciones, se puede profundizar en literatura especifica de adquisiciones si algun lector quiere profundizar. Sobre grandes proyectos, no hay mucho diferente que decir, hable por ejemplo con Dan McNichol que es experto en el megaproyecto mas grande de los USA, autor del libro Las Rutas de America, en ingles, quien leyo el libro y participo de mi conferencia y me dijo que todo lo que trata al libro es perfectamente aplicable a mega proyectos.Gracias una vez mas por haber comentado mi libro y en especial por este comentario tuyo: “Até o momento me parece a melhor obra sobre o assunto”. Te comento que el libro ya esta disponible tambien en Kindle. Te deseo muchos exitosLic. Liliana Buchtik, PMP

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

7 + 17 =

Consultoria Conduzimos gestores e suas equipes à conquista de resultados! Outsourcing Alocação de profissionais especializados e de alta maturidade Capacitação Treinamentos In Company