Diagramas de afinidade

diagrama de afinidade img

Continuando a nossa série de artigos sobre as ferramentas para criatividade em grupo sugeridas pelo Guia PMBOK (veja o nosso post sobre brainstorming), falaremos hoje sobre o diagrama de afinidade.

O diagrama de afinidade é, de certa forma, uma extensão ou sequência do resultado final de uma sessão de brainstorming. Também conhecido como método Kawakita Jiro ou método KJ, em homenagem ao seu criador, o método surgiu na década de 60 para permitir que as várias ideias oriundas de uma sessão de brainstorming possam ser classificadas e organizadas para revisão e análise.

Coletando as ideias

O princípio básico então do diagrama de afinidade consiste em coletar todas as ideias anotadas em uma sessão de brainstorming e agrupá-las em categorias ou grupos. Assim, conseguimos de imediato perceber os relacionamentos existentes entre as várias ideias, detectar inconsistências entre ideias contraditórias, e enxergar prioridades ou direcionamentos nas ideias coletadas que não são visíveis quando as ideias são tomadas no seu total, sem nenhuma organização.

Agrupando as ideias

A maneira mais tradicional de se agrupar as ideias é, primeiramente, anotar as ideias usando post-its. Assim fica mais fácil colar os papéis em diferentes posições na segunda etapa. Depois, pode-se ou escrever os agrupamentos em um quadro e colar os post-its no próprio quadro, ou então usar post-its de cores diferentes para idetificar as categorias ou agrupamentos.

Caso você tenha usado no seu brainstorming uma ferramenta computacional, existem aplicativos que permitem que você agrupe os itens facilmente. Veja abaixo um exemplo criado no OmniGraffle, um aplicativo para Mac. Para Windows, existe um aplicativo gratuito criado pela própria Microsoft, o “Sticky Sorter”, feito especificamente para uso em sessões de brainstorming e para a criação de diagramas de afinidade.

 

Diagrama de afinidade

 

Cada ferramenta usa uma notação e nomenclatura particulares, mas não há nenhum padrão ou orientação oficial. Use as cores e formas que preferir. Existe inclusive a possibilidade de usar formas e cores diferentes para representar informações diferentes no seu diagrama, enriquecendo ainda mais as informações contidas no mapa.

Assim, vemos que a técnica do diagrama de afinidade é uma técnica bastante simples porém útil para organizar os resultados do nosso brainstorming, e ajudar a colocar ordem na enxurrada de ideias que surge a partir dela. Você já criou diagramas de afinidade nas suas sessões de brainstorming? Tem alguma dica para nos dar a respeito?

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dezoito − 12 =

Consultoria Conduzimos gestores e suas equipes à conquista de resultados! Outsourcing Alocação de profissionais especializados e de alta maturidade Capacitação Treinamentos In Company