Os benefícios dos métodos ágeis para o departamento de TI

Métodos Ágeis

O britânico Ian Sommerville, uma das maiores – se não a maior – referências na engenharia de software, explica, de forma concisa, que “software não é apenas o programa, mas também toda a documentação associada e os dados de configuração para fazer com que esses programas operem corretamente”. Esse entendimento do que é software muito nos ajuda a compreender a importância dos métodos ágeis em um departamento de TI.

Isso porque passamos a enxergar todo um staff por trás do desenvolvimento, o que engloba engenheiros, programadores, analistas de teste, analistas de suporte, entre outros. Com tantos elementos envolvidos no projeto, o sucesso não costuma ser garantido somente com profissionais comprometidos e tecnicamente capazes, mas sim com a adoção de princípios e boas práticas que levam à excelência.

Entenda a seguir o que é desenvolvimento ágil, quais metodologias o integram, suas vantagens e princípios.

O que é desenvolvimento ágil?

O desenvolvimento ágil é um conjunto de metodologias criadas para amenizar diversos problemas constatados em modelos tradicionais de desenvolvimento. Esse conjunto foi formado aos poucos e de modo independente por profissionais renomados da área. As metodologias mais comuns existentes são:

  • Scrum
  • Feature Driven-Development (FDD)
  • Extreme Programming (XP)
  • Lean Development
  • Crystal Clear
  • DSDM
  • RUP
  • Open UP
  • Kanban

Entre os modelos existentes, o Scrum e o XP (Extreme Programming) são os mais conhecidos e utilizados, principalmente o Scrum, por ser um método mais simples de ser adotado pelos departamentos de TI.

Métodos Ágeis

Vantagens dos métodos ágeis

Em métodos tradicionais, como o modelo cascata, muitos processos nele inseridos são desnecessários para alguns tipos de projetos de software, tornando-os ineficientes em termos de tempo e custos. Problemas com prazo de entrega do produto final e cancelamentos foram comprovados em dados estatísticos, que, percentualmente, apontam que os projetos bem-sucedidos não passaram de 32%.

Enquanto os modelos tradicionais procuram evitar problemas, os modelos ágeis encaram os problemas como algo natural e inevitável, sugerindo que os profissionais envolvidos busquem soluções. Em outras palavras, os problemas são sanados evitando que a manutenção e o ciclo de vida do software sejam comprometidos.

Leia também  Você é um Gerente de Projetos Social?

Dentro do desenvolvimento ágil existe outra vantagem que auxilia — e muito — para que o produto final seja entregue exatamente como deseja o cliente, respeitando os prazos estipulados: nos métodos ágeis, em geral, o cliente participa diretamente do desenvolvimento dos projetos.

Na prática, isso reduz a necessidade de realizar treinamentos e, principalmente, a de realizar modificações aparentemente simples, mas que para o programador demandam muito tempo e trabalho.

Os 12 princípios dos métodos ágeis

Também conhecidos como princípios do agile ou princípios do manifesto ágil, eles foram criados em 2001, com a colaboração de 17 profissionais. O objetivo deles era tornar os conceitos dos métodos ágeis mais claros para serem adotados em projetos. Esses princípios são:

  1. Nossa maior prioridade é satisfazer o cliente através da entrega contínua e adiantada de software com valor agregado.
  2. Mudanças nos requisitos são bem-vindas, mesmo tardiamente no desenvolvimento. Processos ágeis tiram vantagem das mudanças visando vantagem competitiva para o cliente.
  3. Entregar frequentemente software funcionando, de poucas semanas a poucos meses, com preferência à menor escala de tempo.
  4. Pessoas de negócio e desenvolvedores devem trabalhar diariamente em conjunto por todo o projeto.
  5. Construa projetos em torno de indivíduos motivados. Dê a eles o ambiente e o suporte necessários e confie neles para fazer o trabalho.
  6. O método mais eficiente e eficaz de transmitir informações para e entre uma equipe de desenvolvimento é através de conversa face a face.
  7. Software funcionando é a medida primária de progresso.
  8. Os processos ágeis promovem desenvolvimento sustentável. Os patrocinadores, desenvolvedores e usuários devem ser capazes de manter um ritmo constante indefinidamente.
  9. Contínua atenção à excelência técnica e bom design aumentam a agilidade.
  10. Simplicidade – a arte de maximizar a quantidade de trabalho não realizado – é essencial.
  11. As melhores arquiteturas, requisitos e designs emergem de equipes auto-organizáveis.
  12. Em intervalos regulares, a equipe reflete sobre como se tornar mais eficaz e então refina e ajusta seu comportamento de acordo.

Saiba que os benefícios dos métodos ágeis não se restringem ao desenvolvimento de software e estão sendo aplicados a várias outras iniciativas como Melhoria de Processos, Design Thinking, Desenho de serviços, Projetos de Infraestrutura e outros.

Leia também  O conceito de qualidade na gestão de projetos

Saiba mais lendo nosso post completo com tudo o que você precisa saber sobre Governança de TI, ou se preferir baixe o conteúdo em formato de e-book.

Ebook Governança de TI

Rafael Correa

Sócio diretor da Euax, graduado em Economia pela Univille, possui mais de 16 anos de experiência em projetos de desenvolvimento e implantação de software. É certificado PMP, ITIL Foundation e Lean IT.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

treze − oito =

Consultoria Conduzimos gestores e suas equipes à conquista de resultados! Outsourcing Alocação de profissionais especializados e de alta maturidade Capacitação Treinamentos In Company