Matriz SWOT: como usá-la a favor do seu planejamento estratégico?

matriz swot

A Matriz SWOT, também conhecida como Análise SWOT ou Matriz FOFA, em português, é uma ferramenta bastante respeitada dentro de empresas de todos os ramos e tamanhos. Entretanto, diante da concorrência cada vez mais acirrada do mercado, ela se torna ainda mais fundamental para quem deseja acertar em cheio no planejamento estratégico de seu negócio.

Mas como funciona exatamente a Matriz SWOT? E por que ela é tão importante para que a empresa possa se desenvolver e continuar crescendo com sucesso? É o que mostraremos no post de hoje. Continue a leitura e fique por dentro de tudo o que você precisa saber sobre o assunto!

O que é a Matriz SWOT?

A Matriz SWOT analisa a fundo a realidade interna de uma empresa e a situação externa do setor de mercado em que ela se insere. Dessa maneira, é possível descobrir os quatro pontos que dão nome à Análise: Forças (Strenghts), Fraquezas (Weaknesses), Oportunidades (Opportunities) e Ameaças (Threats).

A partir disso, você será capaz de pensar em soluções aplicadas no momento ideal e em formas tornar ainda mais efetivo aquilo que já está funcionando, além de buscar maneiras de se destacar em meio à concorrência e tirar máximo proveito das oportunidades disponíveis.

As forças e fraquezas dizem respeito à situação interna da companhia, enquanto as oportunidades e ameaças avaliam a realidade externa. Agora, conheça melhor o funcionamento de cada um dos pilares que formam a Matriz SWOT:

1. Forças

O que a sua empresa apresenta de diferencial em relação aos concorrentes? Quais são as qualidades que seus colaboradores e clientes percebem ali dentro? E os recursos especiais que vocês têm à disposição? Quais são os diferenciais da sua equipe?

Essas e outras perguntas similares ajudarão você a pensar em tudo aquilo que sua empresa faz bem e, indo ainda mais além, faz melhor do que as outras companhias. Assim, você poderá entender o lugar da sua organização dentro de seu setor e avaliar quais forças podem ser soluções estratégicas para as fraquezas e ameaças.

2. Fraquezas

Em relação à concorrência, quais lacunas e fraquezas podem ser encontradas na empresa? De que maneira a equipe e a relação com os clientes poderiam melhorar?

Leia também  GTD: Aprenda a priorizar suas tarefas com o método Getting Things Done

Você deve conhecer a fundo os pontos fracos da empresa para que possa não apenas corrigi-los, mas também se proteger e evitar que eles se tornem problemas maiores.

3. Oportunidades

Como você pode agregar (mais) valor a seus produtos e/ou serviços? Quais são os desejos e objetivos de seus clientes, e como você pode entregar isso a eles? Que tendências estão fazendo barulho no seu setor?

Fique atento a tudo isso para não deixar nenhuma oportunidade passar. Elas representam momentos que podem fazer toda a diferença para o futuro do negócio!

4. Ameaças

Quais são os pontos fortes dos seus concorrentes? E os diferenciais dos produtos e serviços deles? Essas qualidades podem representar grandes ameaças para você.

estrutura matriz swot

Sendo assim, é imprescindível conhecê-las a fundo para poder tomar atitudes estratégicas para aprimorar sua própria empresa e não deixá-la para trás em relação à concorrência.

Como utilizá-la no planejamento estratégico?

1. Faça planos e tire-os do papel

Após a Análise SWOT, você está pronto para elaborar planos estratégicos baseados no que você identificou. Foque em fortalecer a empresa diante da concorrência e em estabelecer condições para o crescimento contínuo de seu sucesso.

Mas fique atento! Para não ficar para trás, o timing significa muito. Então, não perca tempo e pense também em soluções rápidas para começar a mudar agora mesmo.

2. Envolva toda a equipe

Muitas vezes, tanto forças quanto fraquezas podem ser identificadas dentro da própria equipe.

Sendo assim, converse abertamente com eles sobre os resultados da SWOT e envolva-os no planejamento estratégico. Todos os colaboradores devem ter foco e motivação para correr atrás dos objetivos da companhia.

3. Não tenha medo de mudar

A Matriz pode identificar ameaças e fraquezas que digam respeito à própria identidade da empresa. Portanto, para fortalecer-se, é fundamental não ter medo de mudar. Com planejamento e diálogo, a equipe se dedicará a alterar o que for necessário e encontrar novas forças e oportunidades nesse novo momento da empresa.

Aperfeiçoe-se ainda mais no assunto: aprenda a realizar um planejamento estratégico em um mundo digital.

Leia também  Missão e visão empresarial: o que fazer para tirá-las do papel?

planejamento estratégico no mundo digital

Jackson Rovina

Fundador e sócio presidente da EUAX, bacharel em Administração de Empresas, especialista em Finanças Empresariais e MBA em Gerenciamento de Projetos, possui mais de 25 anos de experiência com estratégia, é Kaplan-Norton BSC Certified Graduate pela Palladium.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

11 + dezenove =

Consultoria Conduzimos gestores e suas equipes à conquista de resultados! Outsourcing Alocação de profissionais especializados e de alta maturidade Capacitação Treinamentos In Company