5 motivos que mostram que trabalhar em Home Office é mais produtivo

5-motivos-que-mostram-que-trabalhar-em-Home-Office-é-mais-produtivo

Apesar de algumas pessoas afirmarem o contrário, o home office tem um grande potencial para aumentar a produtividade dos colaboradores. Muitos gestores têm receio com este modelo de trabalho, temendo que a distância impeça o monitoramento e controle das equipes e impacte negativamente nos resultados da empresa.

Porém, se implantado da maneira certa, o home office possibilita que os profissionais produzam muito mais do que fariam presencialmente na empresa. Quer saber por que?

A seguir, vamos te apresentar 5 dos principais motivos que explicam por que trabalhar em home office pode ser muito mais produtivo, acompanhe!

1. Menos distrações liberam tempo para o que é mais importante

Um dos motivos mais óbvios que evidenciam que o home office é um aliado da produtividade é a redução drástica das distrações que são frequentes no escritório presencial.

Segundo uma pesquisa feita pela Flexjobs, 52% dos trabalhadores remotos indicaram que, quando realmente precisam concluir uma entrega, eles preferem trabalhar de casa. Os principais motivos dessa escolha são a redução das interrupções vindas dos colegas (76%), a menor incidência de distrações (76%) e até mesmo o nível de silêncio do ambiente (62%).

É normal que, em um escritório lotado, os profissionais circulem e interajam uns com os outros — aliás, essa comunicação horizontal é extremamente importante para manter a sinergia e o engajamento da equipe. Porém, quando é necessário mais foco e concentração, o home office oferece um ambiente mais adequado.

Estar separado fisicamente dos colegas de equipe não evita que eles entrem em contato, mas estabelece, de certa forma, que as interrupções passem a ser feitas de uma forma mais ordenada. Em casa, as pessoas se organizam melhor para essas interrupções e pensam duas vezes antes de fazê-las, o que torna as conversas mais efetivas, inclusive nas situações de urgência.

2. Trabalhar em casa eleva a qualidade de vida

Vários estudos têm sido feitos para entender como o regime de trabalho em casa impacta a qualidade de vida das pessoas. Um dos mais famosos é o do professor Nicholas Bloom, da Universidade de Stanford, que testou 500 colaboradores de uma empresa de viagens chinesa. Os 500 profissionais estudados foram divididos em dois grupos — um que continuou trabalhando na empresa, e outro que começou a trabalhar em casa integralmente.

Leia também  Elaborando uma RFP em home office: 4 passos + dicas práticas

Depois de dois anos de análise, Bloom notou que a produtividade entre os trabalhadores remotos teve um grande salto. Entre outros resultados, trabalhar em casa diminuiu em 50% o atrito entre os colaboradores, e notou-se que eles tiravam pausas mais curtas e passaram menos dias doentes. Surpreendente, não é?

Certamente a familiaridade do ambiente de casa tem efeitos positivos no bem estar dos colaboradores, e isso se reflete diretamente na produção de resultados no trabalho. Trabalhar em roupas mais confortáveis e ter o poder de personalizar o desktop, por exemplo, podem parecer coisas triviais, mas têm grande influência no humor e na disposição do colaborador, podendo impulsionar sua produtividade significativamente.

Além disso, uma vantagem especial do home office apontada na pesquisa de Bloom é não precisar se deslocar para o local de trabalho. Vamos falar mais detalhadamente sobre isso a seguir.

3. Trabalhar de casa evita tempo perdido em deslocamento

Um dos principais fatores de estresse nos tempos atuais é o tempo gasto no trânsito. Em grandes cidades, a maioria das pessoas não passa menos do que três horas por dia indo e voltando do trabalho. Isso significa que, em uma jornada de trabalho de cinco dias por semana, são aproximadamente 15 horas perdidas e uma grande quantidade de estresse acumulado.

Por outro lado, quando os colaboradores trabalham de casa, têm a chance de aproveitar este tempo para descansar melhor, interagir com a família e desestressar, podendo começar o trabalho com a mente tranquila e produzir melhores resultados, principalmente em atividades que exijam mais concentração e esforço cognitivo.

Nesse contexto, a pesquisa do professor Bloom indicou que a produtividade dos trabalhadores remotos avaliados equivale a um turno completo de trabalho, enquanto os profissionais que trabalham na empresa acabam produzindo menos, por chegarem atrasados ou saírem mais cedo. Assim, é visível que o tempo de deslocamento tem uma forte relação com a produtividade.

4. Ferramentas usadas no home office tornam as reuniões mais produtivas

Além das vantagens que impactam diretamente os colaboradores, há outro elemento que se beneficia no home office: as reuniões de equipe.

Leia também  Trabalhando remoto? Confira essas ferramentas para ajudar na gestão de projetos em home office

Reuniões feitas à distância têm uma dinâmica diferente das presenciais, já que elas requerem a utilização de ferramentas que possibilitem que as pessoas se vejam, interajam umas com as outras e percebam as reações dos colegas mesmo estando longe.

Outro ponto importante é que, quando se está em uma reunião remota, é inevitável utilizar ferramentas de colaboração online, como documentos do Word, apresentações em PowerPoint ou mesmo outras ferramentas de brainstorming mais modernas. Quando todos os participantes podem editar ao mesmo tempo, é possível gerar resultados mais concretos da reunião.

A colaboração e a construção das soluções de forma conjunta são recursos que facilitam muito a rotina, permitindo que os participantes saiam das reuniões com tudo documentado, inclusive indicando quem disse o que, evitando trabalho de registro posterior. Além disso, dependendo da ferramenta escolhida, é possível gravar a reunião e gerar pendências nas agendas de cada participante.

Aqui na Euax Consulting, por exemplo, é comum fazermos reuniões online e utilizarmos apresentações em PowerPoint acessíveis a todos para registrar as pautas de cada reunião. Quando uma pessoa redige alguma conclusão, todas as outras podem opinar e contribuir com suas ideias, tornando a discussão mais rica e promovendo maior alinhamento.

Assim, ao final das reuniões em home office, todos contam com um registro escrito que pode ser consultado depois: muito mais produtivo do que conversas no corredor e reuniões infindáveis no escritório!

5. A cobrança dá lugar à autonomia

Para concluir nossa lista, queremos destacar que o principal motivo da produtividade no home office é a postura adotada pelas pessoas nesta modalidade de trabalho. Quando os líderes e os colaboradores entendem que o foco deve ser a entrega de resultados, e não a quantidade de horas trabalhadas, a produtividade tende a crescer, já que a equipe entende a importância da suas atividades no todo e ganha autonomia para gerenciar seu tempo.

Isso é importante pois, quando o colaborador sente que o gestor confia no seu trabalho mesmo de longe, fica mais motivado a realizar suas atividades e entregar bons resultados.

Leia também  Como é possível utilizar o business intelligence na tomada de decisão?

Segundo um estudo da Highfive, 24% dos trabalhadores remotos indicaram que, ao final do turno, ainda estavam dispostos a trabalhar mais horas para entregar mais, e 30% conseguiram fazer mais em menos tempo.

Como você viu, o home office é um grande aliado da produtividade das equipes e, ao contrário do que muitos pensam, pode gerar resultados ainda melhores para a organização.

Você sabia que pode melhorar seus processos mesmo estando em home office? Esta é uma oportunidade de ouro para preparar sua empresa e voltar com tudo após a quarentena. Se quiser saber mais sobre isso, confira nosso webinar e aprenda como!

CTA Seu time está em casa? Vamos aproveitar para melhorar processos (Home office mesmo)

Email Marketing by E-goi

Deixe uma resposta

Consultoria Conduzimos gestores e suas equipes à conquista de resultados! Outsourcing Alocação de profissionais especializados e de alta maturidade Capacitação Treinamentos In Company