Gestão de performance: faça com 6 dicas simples

Entenda-o-que-é-a-Gestão-de-Performance-com-Indicadores-chave-(KPIs)

Esforço é uma palavra um pouco feia, não acha? Afinal de contas, o que importa mesmo é o resultado. Na sua empresa, você faz gestão de acordo com os resultados que a equipe entrega ou com base em percepções de esforço?

O sonho de todo gestor é conseguir fazer uma boa gestão de performance, para ser capaz de estabelecer métricas mais objetivas e tomar decisões com base na performance individual e de equipe, e não apenas com base em achismos.

Quer saber como fazer isso? Então acompanhe nosso texto:

O que é gestão de performance com indicadores?

A gestão de performance com indicadores é um método de gestão que considera o estabelecimento de indicadores para medir o desempenho da empresa na consecução de seus objetivos estratégicos.

É como quando você determina um destino de viagem: escolhe uma estrada e, ao longo do percurso, avalia se essa estrada é a mais indicada ou se você pode tomar atalhos para chegar mais rápido, com mais qualidade e com menos recursos.

Ao avaliar constantemente suas ações por meio desses indicadores, você tem a capacidade de obter melhores resultados ao longo do tempo, corrigir possíveis falhas e com isso chegar ao seu objetivo com mais rapidez.

Benefícios da gestão de performance

 

Por isso, separamos 6 dicas simples para te ajudar a fazer gestão de performance na sua empresa. Confira:

Como fazer Gestão de Performance com 6 dicas simples:

1. Utilize o BSC

Balanced Scorecard (BSC) é uma ferramenta que ajuda a traduzir a estratégia organizacional em indicadores correlacionados, para estipular metas e métricas condizentes com a estratégia do negócio.

Como essa é uma ferramenta importante, temos um texto inteiramente dedicado a ela. Leia para entender o que é Balanced Scorecard (BSC), como usá-lo na sua estratégia e implantá-lo no seu negócio.

2. Monte um sistema de performance

Um indicador sozinho e sem contexto não passa de um número. Para gerenciar a performance do negócio, é ideal montar um diagrama causal, que mostra a relação de causa e efeito entre os indicadores. Para entender melhor, observe este diagrama de uma pizzaria fictícia:

Leia também  Excelência operacional: dê um salto de performance com 4 dicas infalíveis

Diagrama de relações causais

Perceba como cada fator impacta no outro, criando uma espécie de “efeito dominó”. É por isso que não basta mensurar dados de forma isolada sem colocá-los no contexto corporativo.

Entender essa relação de indicadores no seu negócio permite identificar a causa-raiz dos problemas e melhorar a gestão.

3. Estruture cerimônias de performance

Outra prática indispensável é criar cerimônias de performance. Essas cerimônias servem para:

  • Estruturar acordos, metas e desafios;
  • Checagem de indicadores;
  • Avaliação de performance individual e do time;
  • Feedbacks.

Lembre-se que cerimônias são diferentes de uma simples reunião. Cerimônias devem fazer parte da rotina da equipe e possuem um roteiro bem definido.

Canvas de Acordo de performance para gestão de equipe

4. Tenha um arquiteto de performance

Implantar gestão de performance a nível organizacional pode ser difícil, especialmente em empresas muito grandes. Contar com um arquiteto de performance pode simplificar essa missão.

Arquiteto de performance é um profissional que facilita a compreensão dos sistemas organizacionais por meio de métricas.

Ele vai estabelecer rotinas, padrões, processos e métricas para implementar a gestão de performance em toda a organização, interconectando dados e assegurando que a performance se torne parte da cultura organizacional.

5. Utilize a tecnologia

A tecnologia é uma importante aliada para a gestão de performance. Utilizar um software de gestão vai te ajudar a:

  • Extrair relatórios de performance individuais e de equipe
  • Gerar painéis de indicadores
  • Gerenciar a produção no dia a dia
  • Gerenciar prazos, custos, esforço e outros fatores que impactam a performance

Aqui na Euax Consulting nós utilizamos e recomendamos o Artia.

6. Crie uma cultura de performance

Essa dica é na verdade uma consequência das anteriores. Quando a gestão de performance faz parte da cultura da empresa, ela é aplicada no dia a dia das equipes para garantir o bom desempenho organizacional.

Mudar o pensamento dos colaboradores para o novo modelo de gestão não é um processo que acontece do dia para a noite. É algo lento e que deve ter o apoio incondicional da alta gestão para que passe a fazer parte da cultura organizacional.

Para tanto, existem alguns passos que devem ser dados:

  1. Defina seus objetivos: pergunte-se onde sua empresa vai estar daqui a 5 ou 10 anos e armazene essa informação. Esses são os objetivos-macro que darão origem aos indicadores.
  2. Defina seus indicadores: como você vai medir o desempenho da empresa em atingir esses objetivos? Os indicadores devem medir se esses objetivos estão sendo alcançados.
  3. Crie uma história: como esses indicadores serão mensurados e interpretados? Para responder isso você deve montar uma história e registrá-la para que fique claro.
  4. Alcance: onde buscar o conhecimento necessário para atingir seus objetivos? Existem outras metas que podem ser integradas para melhorar sua análise?
  5. Distribua responsabilidades: esse é o momento de dividir as responsabilidades sobre quem deve responder por cada indicador.
  6. Comunique: compartilhe essa visão de foco em resultados e engaje as pessoas nessa missão.
  7. Mensure: acompanhe os indicadores e saiba o que eles representam para sua empresa.
  8. Adapte: corrija os desvios, aprimore sua estratégia e alcance melhores resultados.
Leia também  Concorrência de mercado: como saber se sua empresa está indo bem

Para entender melhor esse passo a passo, ensinamos no webinar Gestão de KPIS como montar na prática um sistema de performance de indicadores. Confira:

CTA-Gestão-de-KPIs-aprenda-a-montar-um-sistema-de-performance-de-indicadores

Quais tipos de indicadores você deve acompanhar

Cada empresa tem seus próprios indicadores de desempenho, segundo seus objetivos estratégicos. Entretanto, de maneira geral, podemos agrupá-los em 4 grandes áreas:

Indicadores estratégicos

São aqueles atrelados à conquista da sua visão de negócio. Eles auxiliam na tomada de decisão e permitem avaliar sua performance ao longo de todo o percurso, como aumento do market share, liderança de mercado etc.

Indicadores de qualidade

Estão diretamente ligados à satisfação do cliente e à qualidade de produtos e serviços. Ajudam a promover uma melhor experiência de compra para seus consumidores e a identificar oportunidades de aprimoramento nos seus produtos e serviços.

Indicadores de capacidade

Também estão ligados à qualidade dos produtos e serviços, mas avaliam a eficiência e eficácia dos seus processos internos. Com processos mais ágeis e eficazes, você pode atender (e, quem sabe, até superar) as expectativas dos seus clientes, aumentando a satisfação.

Indicadores de produtividade

Estão atrelados à sua capacidade de produzir mais com menos. Quanto menos recursos consumidos em todos os processos, mais eficiente sua empresa se torna, aumentando assim sua lucratividade.

Diagnóstico de performance

Para saber como está a performance das equipes hoje, você pode fazer um diagnóstico de performance. Isso vai ajudar a enxergar pontos de melhoria para melhorar os resultados organizacionais.

Para isso, você pode utilizar ferramentas como:

Temos um post que ensina em detalhes como fazer um diagnóstico de performance em apenas 3 passos, não deixe de ler.

Você já utiliza a gestão de performance com indicadores-chave na sua empresa? Gostaria de se aprofundar mais no assunto? Então confira nosso kit para começar a gerenciar um time de alta performance. Nele, você terá acesso a:

  • [WEBINAR] Como medir a performance de uma equipe?
  • [TEXTO] Painel de indicadores: como e por que construir um para sua organização
  • [CANVAS] Acordo de performance para gestão de equipe
  • [TEXTO] 4 passos para montar uma equipe de alta performance
  • [WEBINAR] Como elevar a performance do negócio com inovação?
Leia também  3 etapas essenciais do diagnóstico de performance organizacional

 

Como montar uma equipe de alta performance

Deixe uma resposta

Consultoria Conduzimos gestores e suas equipes à conquista de resultados! Outsourcing Alocação de profissionais especializados e de alta maturidade Capacitação Treinamentos In Company