4 passos para montar uma equipe de alta performance e aumentar os resultados

Já diz o ditado: a união faz a força. Mas você já parou para pensar por que algumas equipes conseguem aumentar o desempenho de forma gradativa e consistente, enquanto outras permanecem na estaca zero? Continue lendo para descobrir como criar uma equipe de alta performance e canalizar a força do seu time em prol dos objetivos do negócio!

Vamos abordar:

  • O que é uma equipe de alta performance
  • Características que toda equipe de alta performance possui
  • Como montar uma equipe de alta performance

Acompanhe!

O que é uma equipe de alta performance?

Uma equipe de alta performance é um time composto por pessoas motivadas e comprometidas em obter resultados através da elevação consistente de desempenho. Isso significa fazer mais e melhor com menos, utilizando um método estruturado, ao invés de simplesmente jogar na sorte. Além disso, uma equipe de alta performance deve ter sinergia e compartilhar uma visão comum, ou seja, um propósito.

Dependendo do time, a alta performance pode ter significados diferentes. Para um time de TI, por exemplo, a alta performance poderia significar mais entregas. Uma equipe comercial poderia conectar esse conceito ao aumento das vendas. Já um time de qualidade poderia interpretar como menos desperdício.

Mas o que será que todas essas equipes têm em comum? Acompanhe para descobrir! Caso prefira um conteúdo em vídeo, assista ao webinar gratuito sobre como construir um time de alta performance, ministrado por um dos especialistas da Euax Consulting.

Como construir um Time de Alta Performance CTA

Características que toda equipe de alta performance possui

1. Liderança inspiradora

Por trás de um bom time, sempre há um bom líder. O líder possui um papel fundamental na criação de sinergia e conexão entre os membros da equipe. A principal responsabilidade de um líder é mostrar qual a direção correta e/ou conduzir o time na construção de um caminho.

De forma geral, um bom líder é aquele que inspira confiança, possui empatia e prioriza a comunicação transparente. É aquele que deixa os membros do time livres para expressar sentimentos e ideias, que sabe reconhecer individualidades, que dá o exemplo, que concede autonomia sem perder o controle, que sabe ouvir e dar feedbacks periódicos, sejam eles elogios ou críticas construtivas.

É claro que essa é uma visão contemporânea. Hoje já sabemos que existem vários estilos de liderança, que influenciam de formas distintas o clima organizacional e a execução do planejamento estratégico. Enquanto alguns estilos trabalham a motivação e o engajamento, outros apostam na pressão e no autoritarismo. Nesse sentido, a forma como um líder gerencia iniciativas, trabalha mudanças e lida com crises influencia diretamente nos resultados entregues pela equipe.

Leia também  Indicadores de TI: como medir o desempenho da TI?

Para conhecer alguns perfis de líderes, assista ao webinar gratuito sobre estilos de liderança!

Estilos de Liderança: descubra qual é o perfil do líder que gera resultados

2. Aprendizagem contínua

Uma equipe de alta performance está sempre se aperfeiçoando para ampliar suas competências. Dessa forma, consegue contribuir de forma mais relevante para as decisões da empresa e para a execução das atividades. Afinal, só é possível melhorar a performance aprendendo a fazer as coisas de um jeito diferente!

O mundo é dinâmico e novas tecnologias estão sendo desenvolvidas com uma velocidade impressionante. Além de saber resolver problemas, uma equipe de alta performance deve estar preparada para investir no seu próprio aprendizado, através de microlearning, por exemplo.

Nesse sentido, times multidisciplinares possuem uma vantagem em relação aos mais homogêneos. Como são compostos por membros de diversas áreas, com características e competências distintas, a experiência de troca de conhecimento torna-se mais rica e frequente.

3. Cultura da performance

Uma equipe de alta performance segue os valores e princípios da cultura da performance. Isso significa planejar e executar ações alinhadas a resultados e ter um saudável espírito de competição, sempre mantendo a colaboração entre os membros. Dessa forma, com o time engajado em bater metas e enfrentar desafios, é possível alcançar resultados melhores com mais agilidade.

Em uma equipe de alta performance, todos os membros devem se sentir parte de uma missão coletiva. Esse sentimento de pertencimento ajuda a criar uma cultura de prestação de contas (accountability), em que as pessoas se tornam donas do resultado, seja ele positivo ou negativo. Com esse comprometimento, é natural que as pessoas se mobilizem mais para mudar uma situação que está ruim ou manter um patamar positivo de desempenho.

Para criar accountability é necessário ter processos de gestão de performance claros e bem-definidos. Além disso, é preciso contar com algumas ferramentas (acordos, painéis, diagramas etc.) para suportar esses processos, assim como realizar reuniões de acompanhamento de indicadores.

Qual o impacto da cultura organizacional na performance das equipes?

Conheça algumas dicas e ferramentas que vão te ajudar a inspirar sua equipe a trazer os melhores resultados para a organização!

Como montar uma equipe de alta performance em 4 passos

Desenvolver uma equipe de alta performance não é fácil. É uma construção feita muitas vezes a passos de formiga. Mas para quem não sabe nem por onde começar, segue algumas sugestões de práticas a serem adotadas conforme a maturidade da organização.

1. Declare a visão e os objetivos a serem perseguidos

O primeiro passo para chegar a algum lugar é definir o destino, certo? Se você quer ter uma equipe de alta performance, precisa garantir que todos compreendam o que precisam fazer e por que precisam fazer. É péssimo quando você faz algo só por fazer, sem enxergar um benefício atrelado, certo? Ou então quando o que precisa ser feito não está muito claro, dando a sensação de estagnação para a pessoa que precisar executar a atividade.

Leia também  Balanced Scorecard (BSC): o que é e como aplicar

Na medida do possível, é interessante que você envolva as pessoas na construção da visão e dos objetivos (tanto em relação à estratégia como em relação aos processos). Isso vai ajudar a gerar engajamento com as metas, pois as pessoas entenderão a importância de persegui-las e criarão um senso de propriedade sobre elas.

2. Monte um sistema de indicadores correlacionados

A performance é medida por indicadores-chave de performance (KPIs). Mas como saber quais KPIs utilizar para medir o trabalho da equipe? Isso é o próprio objetivo que vai dizer. Muito cuidado com “brainstorming” de indicadores! Os KPIs devem possuir relações de causa e efeito, além de permitir que seja contada uma “história” a partir da leitura dos indicadores. Não entendeu nada? Vamos a um exemplo para facilitar a compreensão.

Imagine uma pizzaria, a Pizzaria do Zé. O Zé possui alguns indicadores para medir o processo primário da empresa, que vai do atendimento à entrega da pizza ao cliente. Os indicadores são: clientes atendidos, pizzas vendidas, faturamento, lucratividade, porcentagem de entregas em 30 minutos, porcentagem de conformidade de preparação e porcentagem de conformidade na entrega.

Muitas vezes achamos que as relações entre esses indicadores são óbvias para todos, mas isso nem sempre é verdade. Fica mais fácil se visualizarmos com um diagrama:

Diagrama de relações causais da Pizzaria do Zé

Diagrama de relações causais

Perceba que os indicadores formam um sistema com relações explícitas de causa e efeito, representadas por setas. Essa ilustração é fantástica para resumir a performance da operação em apenas uma página. Podemos “ler” os indicadores da seguinte forma:

  • Quanto maior o número de cliente atendidos, maior será o número de pizzas vendidas. Seguindo essa lógica, quanto maior o número de pizzas vendidas, maior será o faturamento e, consequentemente, a lucratividade.
  • Como nessa pizzaria há uma política (estratégica) de que se você esperar mais do que 30 minutos para receber a pizza não precisa pagar por ela, há uma necessidade de acompanhar o indicador que mostra a porcentagem de entregas feitas em até 30 minutos.
  • A porcentagem de entregas feitas em até 30 minutos afeta tanto o número de pizzas vendidas, como o faturamento e também o custo sobre o faturamento. Afinal, quanto mais pizzas entregues dentro do prazo estabelecido, menos desperdícios!
  • Outros indicadores que afetam o custo sobre o faturamento são a porcentagem de conformidade de preparação e a porcentagem de conformidade na entrega. Afinal, se as pizzas não seguirem um padrão aceitável, os clientes ficarão insatisfeitos e não vão querer pagar pelo produto.
Leia também  Como o gerenciamento de processos gera redução de custos na empresa?

Esse sistema de performance vai permitir a mensuração da performance da equipe através da mensuração da saúde do processo. Perceba que isso vai além de medir produtividade simplesmente. Você pode entender mais sobre esse tópico assistindo ao webinar gratuito sobre sistemas de performance.

gestao de kpi sistema de performance de indicadores CTA

3. Feche acordos individuais de performance

Cada indicador de performance precisa ter um responsável por ele. Não necessariamente a pessoa responsável será a única a executar as atividades. Pode ser que ela precise da ajuda de outras pessoas (participantes) para conseguir trazer o resultado necessário. É por isso que é interessante fechar acordos individuais de performance. Mas o que são e como funcionam?

Um acordo individual de performance é um pacto feito entre um colaborador e seu líder. Ele pode ser materializado de diversas formas, como em um canvas, por exemplo. O importante é que o acordo de performance traga:

  • os indicadores pelos quais o colaborador é responsável;
  • os indicadores dos quais o colaborador participa na entrega de resultados;
  • as metas dos indicadores-chave de performance;
  • as iniciativas (projetos, planos de ação) que serão feitas para bater as metas;
  • as aprendizagens necessárias para bater as metas.

Se você tiver interesse, pode fazer o download gratuito de um canvas de performance que contempla todos esses itens e ajuda a gerenciar o desempenho do time.

Canvas de Acordo de performance para gestão de equipe

4. Monitore o cumprimento dos acordos

Os acordos individuais são dinâmicos e precisam ser atualizados e revisados periodicamente em cerimônias rápidas, envolvendo toda a equipe. Acompanhar os resultados com uma frequência pré-estabelecida é fundamental para que seja possível realizar ações de recuperação das metas que estiverem no vermelho. De nada adianta documentar a performance sem monitorá-la. Ah, e não se esqueça de comemorar as conquistas! Isso é muito importante para engajar as pessoas e dar o devido reconhecimento a elas.

Já deu para ter uma ideia de como é complexo formar uma equipe de alta performance, não é mesmo? Mas com um pouco de persistência e as ferramentas certas isso é sim possível! Assista ao meu webinar gratuito e continue aprofundando seus acontecimentos sobre como medir a performance de uma equipe.

Como medir a performance de uma equipe?

Email Marketing by E-goi

Deixe uma resposta

Consultoria Conduzimos gestores e suas equipes à conquista de resultados! Outsourcing Alocação de profissionais especializados e de alta maturidade Capacitação Treinamentos In Company