O que é MVP e como é usado no ciclo de inovação?

o que e mvp

Em novos empreendimentos e startups, é praticamente obrigatório que o profissional tenha um diferencial que o faça se destacar diante dos demais concorrentes. Afinal, essa é a melhor maneira de um pequeno empreendedor chamar a atenção do mercado. Mas como inovar também significa correr riscos, é melhor encontrar formas relativamente seguras de fazer isso. Por isso vamos falar sobre o que é MVP e como você pode usá-lo.

MVP é uma sigla para “Minimum Viable Product” ou “Produto Mínimo Viável”. Como o nome dá a entender, trata-se do produto mais simples que pode ser entregue ao seu público, mas ainda obtendo algum retorno. É um conceito comum em desenvolvimento de softwares, sendo aplicável para qualquer empresa em suas inovações.

O grande propósito do MVP é ajudar a testar hipóteses em relação ao seu produto. Com um projeto mínimo, você pode começar a buscar clientes e coletar seu feedback, o que te dá informações importantes para futuros ajustes, além de um direcionamento na criação do produto final.

Depois de entender o que é MVP, é hora de descobrir como aplicá-lo. Para isso, separamos aqui alguns pontos nos quais você pode focar. Confira!

Lance protótipos com diferentes funcionalidades

O primeiro passo é sempre criar diferentes versões do seu produto. Quando você está desenvolvendo algo novo, é difícil apontar quais funcionalidades ou qualidades são mais importantes para seu cliente final na prática. Mesmo uma pesquisa de opinião pode não ser comprovada quando o produto é entregue.

Para isso, o melhor a fazer é preparar algumas variações do produto ou serviço, focando em diferentes componentes. Dependendo do feedback recebido, você pode saber quais desses MVPs está no caminho certo.

Calcule o risco do investimento ao longo do caminho

Depois de entender o que é MVP e aplicá-lo em alguns testes, certamente você terá uma noção mais clara da quantidade de recursos que devem ser aplicados para atingir as expectativas do seu público. Dessa forma, você saberá qual é o tamanho do risco em buscar ou não esse investimento.

Leia também  Pontos importantes para gerenciar projetos de inovação

Esse cálculo pode levar em conta uma grande quantidade de variáveis. Por exemplo, seu público inicial, que participa dos testes, pode afirmar se compraria ou não um produto com as funcionalidades mencionadas, quais seriam suas prioridades de desenvolvimento, quais seriam os custos etc. Quanto mais você souber de antemão, melhor.

Torne o MVP parte do seu ciclo de inovação

Não adianta saber o que é MVP se você não utilizá-lo com frequência. Afinal, o mercado atual é altamente competitivo e exige que novas ideias sejam criadas constantemente para captar novos leads.

Sendo assim, a melhor aplicação para esse conceito é torná-lo parte do seu ciclo de inovação. Dessa forma, sempre haverá um MVP ativo em produção, o que te dará mais regularidade na liberação de novos produtos.

Quer saber mais sobre o ciclo de inovação? Confira nosso webinar gratuito Gestão da Inovação: como fazer da inovação um hábito, apresentado pelo especialista em Inovação, Charles Prada e tire todas as suas dúvidas!

gestão da inovação

Charles Prada

Sócio consultor da Euax, bacharel em Ciências da Computação, mestre em Engenharia e Gestão do Conhecimento pela UFSC, possui mais de 16 anos de experiência em projetos de inovação e atua como professor de graduação e pós-graduação da área de inovação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

13 + 12 =

Consultoria Conduzimos gestores e suas equipes à conquista de resultados! Outsourcing Alocação de profissionais especializados e de alta maturidade Capacitação Treinamentos In Company