As 5 vantagens da gestão ágil de projetos

Gestão ágil de projetos

Na contramão dos modelos de gestão em cascata, os projetos com gestão ágil têm sido escolhidos por um número cada vez maior de empresas que buscam nesse sistema maneiras mais flexíveis e dinâmicas de encontrar soluções para dar saída aos seus produtos. E de olho nisso, todo dia mais e mais pessoas têm buscado conhecer as vantagens de se adotar metodologias de gestão ágil de projetos como o Scrum ou o Lean nos seus empreendimentos.

De acordo com uma pesquisa realizada com mais de 4.000 gerentes de tecnologia ao longo de 2012, 83% deles disseram que planejavam aplicar algum estilo de gestão ágil nos próximos anos em diversos segmentos de seus projetos.

Dentre os motivos apresentados para adotar a tal metodologia de trabalho estão a facilidade de gerenciar alterações de forma mais eficaz, o foco no aumento da produtividade da equipe e a menor chance de reprovação final do cliente.

Mas, além desses, existem outros motivos para adotar de vez a gestão ágil de projetos. Conheça alguns deles a seguir: 

1) Maior participação da equipe

Um dos diferenciais de se usar frameworks como o Scrum é a descentralização de autoridades. Cada membro da equipe é responsável e responde igualmente por cada etapa de uma iniciativa e, com isso, pelo resultado final dela.

Esse jeito mais social de lidar com os projetos faz com que cada participante desenvolva melhor suas habilidades, inclusive para ajudar na solução de determinado problema que venha a aparecer.  

2) Redução no tempo de saída de um projeto para o mercado

O atraso na entrega normalmente é um grande motivo de reclamação de qualquer cliente. E não é por menos. Ainda mais quando se trabalha com tecnologia, onde o tempo corre um pouco mais rápido e os deadlines têm de ser seguidos bem à risca. 

Dessa forma, mais um lado bom de se trabalhar com sistemas ágeis que envolvem entregas em etapas, como o Scrum, é que em cada uma destas etapas, mais funcionalidades podem ser adicionadas ao produto enquanto outras vão sendo disponibilizadas no mercado.

3) Retorno mais rápido sobre o investimento

Nos métodos ágeis de trabalho, o cliente é quem escolhe, através de backlog — uma espécie de lista com as funcionalidades que um produto precisa ter —, o que deve ser priorizado na entrega. Dessa forma, ele pode optar por garantir primeiro o que seja mais rentável ou aquilo que apresente maior risco estratégico para o investidor. Um grande alívio para quem precisa ver o retorno do investimento o quanto antes.   

4) Uma gestão ágil aumenta a produtividade

Tanto em métodos como o Extreme Programming (conhecido como XP) ou Scrum, as partes de um projeto são divididas em ciclos, costumeiramente chamados de sprints. E como cada um desses ciclos tem de ser fechado com a entrega de uma funcionalidade pronta, os envolvidos tem de apresentar resultados regularmente, fazendo aumentar o foco da equipe durante a produção.

5) As equipes podem gerenciar mudanças de forma mais eficaz

Muita coisa pode mudar (inclusive no mercado) da hora em que um projeto se inicia até o momento em que ele é apresentado, mesmo quando todos os prazos estão alinhados. Por causa disso, a adoção de sistemas com ciclos de entrega e backlogs preestabelecidos pode se tornar um diferencial competitivo da sua empresa. Afinal, assim fica muito mais fácil mudar alguma coisa importante no meio do caminho.

E aí, você tem mais alguma dica quanto à gestão ágil? Fique a vontade para contribuir nos comentários!

Leia também  Afinal, o que é Project Management?

Assista ao nosso conteúdo exclusivo sobre as vantagens e desvantagens dos métodos ágeis e os tradicionais.

gestão de projetos ágil e clássica

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

quatro + 18 =

Consultoria Conduzimos gestores e suas equipes à conquista de resultados! Outsourcing Alocação de profissionais especializados e de alta maturidade Capacitação Treinamentos In Company