Quais são os Tipos de Planejamento Estratégico

tipos de planejamento estratégico

Toda empresa precisa ter um planejamento estratégico, não importa se ela é de grande, médio ou pequeno porte. Afinal, se você não sabe aonde quer ir, qualquer caminho serve. Não existe consenso quanto aos termos utilizados ou à forma de se pensar a estratégia. Por um lado, expressões diferentes podem ser usadas para dizer a mesma coisa. De outro, expressões iguais podem se referir a coisas completamente diferentes. De qualquer forma, é interessante classificar os tipos de planejamento estratégico para facilitar a compreensão dos conceitos e fatos.

Navegue no índice para ir até o tópico de seu interesse ou continue a leitura na sequência.


Boa leitura!

Tipos de Planejamento Estratégico

Os tipos de planejamento estratégico podem ser divididos considerando três classificações diferentes. São elas:

  1. Nível organizacional
  2. Profundidade
  3. Abordagem

Cada uma dessas classificações vai trazer tipos diferentes de planejamento estratégico. É isso que veremos a partir de agora.

planejamento estratégico tático e operacional

1. Classificação pelo Nível Organizacional


A classificação pelo nível organizacional está dividida em três tipos de planejamento: estratégico, tático e operacional. Cada um deles também pode se dividir (ou não) em subtipos de planejamento. Veja:

1.1 Planejamento Estratégico

É o tipo de planejamento que se refere ao negócio ou a uma visão corporativa, de uma forma ampla, não departamentalizada.

a. Planejamento Estratégico do Negócio

É o planejamento estratégico focado em um negócio específico. É o tipo mais comum, que a maioria das empresas está acostumada a fazer a cada período. Vale ressaltar que uma única empresa pode ter mais de um negócio. Nesse caso, é preciso fazer vários planos estratégicos, pois não é possível misturar estratégias que tratam de negócios diferentes.

Por exemplo, considere que uma empresa de manufatura possui também um negócio de administração de ativos e outro negócio de reflorestamento. São três negócios distintos, com vantagens competitivas diferentes. Dessa forma, construir uma única estratégia diminuiria drasticamente as chances de sucesso no planejamento. Por isso, deve-se fazer um planejamento estratégico para cada negócio.

b. Planejamento Estratégico Corporativo

É um planejamento estratégico geral, que pode ser usado em uma organização que possua vários negócios (e, portanto, vários planos). Também pode ser aplicado em grupos empresariais, isto é, quando várias empresas se juntam. O planejamento estratégico corporativo funciona como um guia para os demais planos. Ele envolve:

  • Estratégias comuns: como, por exemplo, excelência operacional.
  • Questões associadas à governança: controles, instrumentos de gestão, processos (gestão de pessoas, cultura organizacional etc.).
  • Planejamento de serviços corporativos: como, por exemplo, implantar uma central de serviços corporativos.
Leia também  Qual o papel do planejamento estratégico em gestão de projetos?

1.2 Planejamento Tático

É o tipo de planejamento que se refere às unidades de negócio, às unidades de suporte, aos departamentos ou aos indivíduos. Trata-se do desdobramento do planejamento estratégico do negócio ou do planejamento estratégico corporativo. Demonstra como a estratégia será executada em um determinado contexto.

a. Planejamento Estratégico de Unidade de Negócio

Focado em uma subdivisão do negócio ou em um grupo que entregue valor aos clientes. Tem uma função muito parecida com a do planejamento estratégico de negócio ou com a do planejamento estratégico corporativo. Contudo, seu escopo é limitado e ele traz uma visão local. Essa limitação pode se dar, por exemplo, pela geografia (uma filial ou uma loja).

b. Planejamento Estratégico de Unidade de Suporte

Concentrado nas áreas funcionais que atendem as demais áreas de negócio. São exemplos de áreas funcionais prestadoras de serviços: Financeiro, Controladoria, Recursos Humanos, Tecnologia da Informação, Compras, Marketing, Patrimônio, Administração Predial etc.

O planejamento estratégico de unidade de suporte exige um esforço dedicado, considerando as particularidades da estrutura. Ele também requer um ciclo completo de planejamento: da análise de ambiente à formulação do plano. Contudo, o resultado precisa ser aderente ao planejamento estratégico de negócio ou corporativo.

c. Planejamento Estratégico Departamental

Traz os compromissos assumidos por um departamento em relação ao planejamento estratégico, com acréscimo das estratégias locais. Normalmente a governança das empresas não exige o planejamento estratégico departamental. Contudo, alguns líderes decidem fazer isso por iniciativa própria, em conjunto com sua equipe. É interessante para direcionar o grupo e alinhar com outras áreas interligadas. A empresa pode incentivar essa prática fornecendo ferramentas, por exemplo.

A cadeia de valor como ferramenta

d. Planejamento Estratégico Individual

Aborda uma visão mais pessoal do planejamento estratégico, com o objetivo de esclarecer qual a responsabilidade de alguém no todo. Proporciona um nível de detalhamento bem grande, mas é muito difícil de exigir de todos. Esse planejamento pode ter vários nomes, como Contrato de Resultados e Acordo de Desempenho (para citar apenas dois exemplos).

Algumas organizações têm incentivado o planejamento estratégico individual. Para isso, elas fornecem métodos, treinamentos e outras formas de construção para promover alinhamento individual.

BSC - Acordos individuais para construir compromisso com a estratégia

1.3 Planejamento Operacional

Não é exatamente um tipo de planejamento estratégico (embora muitas literaturas discordem), mas pode ser impactado pela estratégia. Como o próprio nome diz, o planejamento operacional trata da operação, que deve estar alinhada com a estratégia.

Leia também  Ferramentas de planejamento estratégico: conheça algumas das principais

Por exemplo: imagine que uma empresa tem um plano de crescimento acelerado, baseado na estratégia de expansão. Nesse caso, os planos operacionais devem se preparar para essa demanda. Mas se preparar como? Uma alternativa seria criar um plano de desenvolvimento de produto ou então um plano de fabricação.

tipos de planejamento estratégico conforme a profundidade

2. Classificação pela Profundidade

A classificação pela profundidade está dividida em três tipos de planejamento estratégico: renovação estratégica, atualização da estratégia e replanejamento estratégico. Veja:

2.1 Renovação Estratégica (Strategy Renewal)

A renovação estratégica trata de redescobrir o negócio. Esse tipo de planejamento normalmente é feito quando:

  • Os líderes estão insatisfeitos com o negócio atual;
  • O futuro apresenta riscos expressivos;
  • A organização passou por um momento delicado, como ter ficado com as contas no vermelho por anos consecutivos.

É interessante lembrar continuamente o fato marcante que levou os líderes a optarem pela renovação estratégica. Isso proporciona um senso de urgência para motivar mudanças significativas, para que as pessoas entendam o porquê elas são necessárias.

O planejamento deve ter cuidado com as pessoas. É preciso pensar em métodos que levem e inspirem o grupo a uma renovação estratégica. Lembre-se que a renovação estratégica quase sempre requer mudanças muito difíceis e com riscos significativos e, portanto, sempre haverá muita resistência.

2.2 Atualização da Estratégia

É o oposto da renovação estratégica. Significa manter o posicionamento estratégico atual e a vantagem competitiva previamente estabelecida. Há um ciclo de atualização e ampliação do planejamento, mas existe o desejo de mantê-lo.

Por não envolver mudanças tão significativas, envolve um esforço menor. O método adotado também pode ser mais simples: ele pode trazer novidades ou resolver problemas da implementação, por exemplo. Não se espera mudanças e inovações radicais como resultado da atualização da estratégia.

2.3 Replanejamento Estratégico

É um caminho intermediário entre a renovação e a atualização da estratégia. Replanejar é repensar a estratégia definida anteriormente. Isso envolve um ciclo completo de planejamento, com análise de ambiente e definição de novas estratégias. Nesse tipo de planejamento o impacto das mudanças é muito imprevisível. É possível que surjam mudanças significativas ou que se mantenham estratégias anteriores.

Não existe fórmula mágica. Pode ser que se mude a estruturação e a governança da execução, mas se mantenha a estratégia atual, por exemplo. Mas é importante deixar claro que a grande sacada do replanejamento estratégico é permitir que mudanças maiores sejam percebidas ao longo do caminho. Mudanças estas que não foram notadas na primeira versão do planejamento estratégico, mas que não demandariam uma renovação. tipos de planejamento estratégico conforme a abordagem

Leia também  Concorrência de mercado: como saber se sua empresa está indo bem

3. Classificação pela Abordagem

A classificação pela abordagem (forma de fazer) está dividida em dois tipos de planejamento estratégico: clássica/tradicional e contemporânea. Veja:

3.1 Clássica/Tradicional

As metodologias clássicas ou tradicionais normalmente são orientadas a resolver problemas conhecidos (atuais) e problemas futuros (riscos). Geralmente essas metodologias usam o resultado da Matriz SWOT para montar planos de ação. A Matriz SWOT é uma ferramenta que permite a análise das Forças, Fraquezas, Oportunidades e Ameaças de uma empresa.

Mas por que isso é problemático? Ao focar apenas no que a Matriz SWOT indicou a empresa corre o risco de pular a formulação estratégica. Ou seja, deixar de entender a vantagem competitiva e construir um posicionamento de negócio.

Então, é importante ressaltar que a formulação estratégica precisa ser embasada em discussões. Não se trata apenas de responder às forças, fraquezas, oportunidades e ameaças. Pular a análise de ambiente direto para o plano de execução traz o risco do planejamento se tornar mais tático do que estratégico.

BSC para execução da estratégia

3.2 Contemporânea

Ao longo dos anos, as metodologias se modernizaram e absorveram conceitos de outras áreas. Elas passaram a utilizar, por exemplo, princípios do Design Thinking (DT), uma metodologia que utiliza o jeito de pensar dos designers para construir soluções inovadoras. Dessa forma, proporciona uma construção estratégica menos linear e mais colaborativa.

As metodologias também absorveram ferramentas com foco do cliente, como a curva de valor e a jornada do cliente. O uso de metodologias contemporâneas é altamente recomendado na construção do planejamento estratégico. Contudo, é preciso ter pessoas preparadas para fazer uma condução adequada, como uma consultoria externa, por exemplo.

Conclusão

Não existe consenso sobre os quais as nomenclaturas certas sobre os tipos de planejamento estratégico. Mas entender as características mencionadas acima é interessante para conseguir escolher adequadamente qual tipo de planejamento a empresa precisa. Mas, novamente: a classificação pode ser diferente dependendo da metodologia que será utilizada.

Para aprender mais sobre estratégia, acesse ao webinar gratuito sobre estratégias competitivas e entenda em qual perfil de competidor a sua empresa se encaixa.

Estratégias Competitivas - Qual o comportamento estratégico da sua organização

Jackson Rovina

Fundador e sócio presidente da EUAX, bacharel em Administração de Empresas, especialista em Finanças Empresariais e MBA em Gerenciamento de Projetos, possui mais de 25 anos de experiência com estratégia, é Kaplan-Norton BSC Certified Graduate pela Palladium.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

2 + 16 =

Consultoria Conduzimos gestores e suas equipes à conquista de resultados! Outsourcing Alocação de profissionais especializados e de alta maturidade Capacitação Treinamentos In Company