Canvas: conheça essa metodologia de inovação e sua relação com o Design Thinking

Canvas de modelagem de negócios

O plano de negócios de uma organização é o pilar que orienta todas as ações da empresa, desde a contratação de colaboradores até o relacionamento com o cliente. Mas, e quando chega a hora de inovar? Será que esse é o instrumento mais adequado? Nós acreditamos que a metodologia Canvas pode ser a melhor solução.

Não sabe do que estamos falando? Então siga com a leitura e conheça mais sobre essa ferramenta de inovação corporativa!

O que é metodologia Canvas?

A metodologia Canvas é uma ferramenta que permite visualizar de forma intuitiva todos os aspectos fundamentais do seu negócio, construindo diferenciais competitivos por meio de brainstormings e ideias compartilhadas.

Canvas - A tela de modelo de negócios
A tela de modelo de negócios.
Fonte: O Analista de Modelo de Negócios

De forma resumida, estes são os aspectos analisados na metodologia canvas:

  • Proposta de valor: trata-se dos benefícios que seu produto ou serviço gera para os consumidores, ou seja, como suas soluções resolvem um problema;
  • Diferenciais: são os diferenciais que sua marca apresenta e que seus concorrentes não oferecem (ou têm menor qualidade);
  • Atividades-chave: são aquelas atividades essenciais para manter o seu core business. Por exemplo: se você tem um e-commerce, é fundamental dispor de processos de logística;
  • Recursos: são os insumos indispensáveis para o funcionamento da sua empresa, como colaboradores, softwares específicos, infraestrutura física, entre outros;
  • Parceiros: são os fornecedores sem os quais sua empresa não pode ficar. No caso de um e-commerce, os fabricantes dos produtos vendidos, por exemplo;
  • Segmentos de clientes: refere-se aos públicos ou nichos de mercado a que sua solução se destina;
  • Canais de marketing: são os pontos de contato entre empresa e clientes, tanto os on-line quanto os off-line (site, loja física, representantes comerciais etc);
  • Custos: são os custos envolvidos no seu negócio, os fixos e variáveis;
  • Fontes de receita: trata-se de onde vem o dinheiro da empresa (dos produtos X, Y e Z, por exemplo).

Reunidas em um único quadro ou dashboard, essas informações permitem que você tenha um panorama geral do empreendimento e com isso trace estratégias mais assertivas para alavancar os negócios.

Leia também  Inovação: como e por onde sua organização poderá inovar?

Como estruturar um Canvas?

O Canvas faz uso de uma estrutura visual para garantir maior compreensão sobre os aspectos do seu negócio. Nesse sentido, utiliza-se do Design Thinking para acelerar o processo de inovação na empresa.

Isso quer dizer que, em vez de ficar buscando razões em dados estatísticos, você analisa o mercado, o consumidor e o cenário da sua empresa na prática. Você se coloca no lugar dos seus clientes para compreender como sua empresa pode gerar valor para eles. Em seguida, você confere como estruturar o seu Canvas para começar a análise do seu negócio.

Ao preencher cada quadrante do seu Canvas, você está limitando sua análise somente ao que é essencial para promover a satisfação do seu consumidor. A partir dessa visualização, é possível identificar oportunidades de mercado.

É o caso, por exemplo, de um comércio varejista de rua que identifica a oportunidade de ampliar as vendas e melhor satisfazer os clientes abrindo um e-commerce.

Como implementar?

A relação da metodologia Canvas com o Design Thinking fica ainda mais próxima quando chega o momento de colocar em prática o aprendizado obtido por meio da análise feita. Nenhum produto ou serviço é lançado de vez, como geralmente acontece com um plano de negócios.

É desenvolvido um MVP — Minimum Viable Product (Produto Mínimo Viável) para testar sua aceitação pelo mercado. Assim, é possível economizar algumas centenas de reais em lançamentos improdutivos.

No caso do lançamento de um software de gestão, por exemplo, é desenvolvido um sistema com as funcionalidades básicas, sem muito incremento. A ideia é expor o produto ou serviço para que o público teste e auxilie na construção do produto finalizado. Assim, há mais garantia de que seja uma solução realmente útil para os seus clientes.

Gostou de saber mais a respeito da metodologia Canvas? Saiba mais sobre inovação e Design Thinking assistindo ao nosso webinar gratuito agora mesmo.

design thinking na inovação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dois × 1 =

Consultoria Conduzimos gestores e suas equipes à conquista de resultados! Outsourcing Alocação de profissionais especializados e de alta maturidade Capacitação Treinamentos In Company