Home Office: por que este é o ambiente perfeito para a largada do seu programa de inovação?

Home-Office-por-que-este-é-o-ambiente-perfeito-para-a-largada-do-seu-programa-de-inovação

Muitas empresas têm a vontade de serem inovadoras e aparecerem em capas de revista como exemplos de disrupção, pioneirismo e crescimento. Certamente, lançar ofertas desejadas que resolvam problemas reais e gerem valor para as pessoas ou realizar transformações internas que multipliquem a rentabilidade do negócio são objetivos que povoam as mentes de diversos gestores ambiciosos. Porém, como chegar às ideias que se tornarão diferenciais competitivos para o negócio?

Todos sabem que essa não é uma tarefa fácil. Na verdade, inovar é tão desafiador para startups que já têm a inovação nas veias quanto para organizações já estabelecidas no mercado.

Porém, temos uma boa notícia. Iniciar a implementação de um programa de inovação de forma remota com a maioria dos profissionais trabalhando em home-office, apesar de parecer mais complexo do que um projeto normal, pode ser mais propício do que você imagina.

Ficou interessado? Acompanhe o post para saber como ou, se preferir, ouça o conteúdo que preparamos sobre inovação em formato de áudio:

O que é inovação?

Primeiramente, é necessário alinharmos nossos conceitos para começarmos na mesma página. Quando falamos em inovação, nos referimos a algo diferente que aumente a performance da organização.

Isso significa que, ao contrário do que o senso comum considera, a inovação não precisa ser uma invenção totalmente sem precedentes. Ela precisa, na verdade, ser diferente do que a empresa já está acostumada a fazer, precisa ser fora do comum, e isso não se limita apenas ao lançamento de novos produtos, por exemplo.

Outro ponto importante sobre a inovação é a necessidade dela de aumentar a performance da empresa, ou seja, gerar um retorno financeiro favorável. Afinal, ninguém faria algo diferente do comum para continuar obtendo os mesmos resultados, concorda?

Teste de maturidade em inovação

Tendo isso esclarecido, podemos seguir para a próxima etapa do post. Como será que o home office pode contribuir com a inovação?

6 fatores que tornam o home office o ambiente perfeito para a inovação

1. Motivação

A capacidade de inovar está fortemente relacionada ao psicológico dos envolvidos. Se as pessoas estiverem engajadas e motivadas no processo, é muito mais provável que consigam pensar em ideias inovadoras que fujam do comum.

Leia também  Saiba como incentivar o intraempreendedorismo em sua empresa

Isso se relaciona ao home office pois este é um modo de trabalho valorizado por muitos profissionais — muitas pessoas desejam ter a flexibilidade e a autonomia de trabalhar em casa e sentir que têm a confiança dos gestores pra trazer resultados mesmo que de longe.

Dessa forma, a confiança depositada nos profissionais que trabalham em home office se transforma em inspiração e motivação, que são os principais combustíveis de um programa de inovação.

2. Necessidade de engajamento

Uma das principais preocupações dos gestores em home office relaciona-se ao engajamento da equipe no ambiente remoto – muitos acreditam que ele pode acabar enfraquecendo devido à distância.

Porém, é interessante notar que a cola que o programa de inovação cria entre os envolvidos é um fator que fortalece ainda mais o engajamento no home office. Conectar-se com outras pessoas e ter um propósito em comum mostra aos profissionais que eles são úteis e que seu trabalho é relevante, mesmo que de longe.

CTA-Gestão-da-Inovação-como-fazer-da-inovação-um-hábito

3. Acesso à informação

Ainda no plano da comunicação, o home office traz mais uma vantagem para as organizações que desejam implantar programas de inovação: na internet há uma variedade muito maior de ferramentas de interação, o que torna a troca de informações mais dinâmica, organizada e fluida.

Há ambientes que tornam possível criar uma central de comunicações para o projeto de inovação. Assim, a equipe tem um repositório único para compartilhar e organizar as referências e ideias podem ser úteis no processo de construção das iniciativas inovadoras.

Ferramentas como o Microsoft Teams, por exemplo, oferecem a possibilidade de criar canais de comunicação em grupo e individuais com centrais de arquivos compartilhadas. Assim, além de trocar mensagens em um lugar próprio para isso, a equipe também pode enviar e receber arquivos de maneira mais organizada (evitando que informações importantes se percam em fluxos de e-mail desorganizados).

Outro ponto que merece destaque é o fato de que, no home office, o acesso a conteúdo externo torna-se mais fácil do que seria no ambiente físico. Em casa, os profissionais encontram menos barreiras para realizar cursos online, ler artigos sobre os temas ligados à inovação e se atualizar sobre novas práticas de negócio. Esses conhecimentos abastecem a mente dos envolvidos no programa de inovação funcionando como um combustível para novos insights e iniciativas.

Leia também  Inovação: como e por onde sua organização poderá inovar?

4. Menos distrações

A incidência menor de distrações é um dos principais motivadores do trabalho em home office, e no contexto da inovação, isso se torna ainda mais importante. Isso porque, quando se fala em inovação, os profissionais envolvidos têm a necessidade de se alimentar de diversas referências e estudar o mercado para criar iniciativas viáveis.

Estando em casa e com o foco ajustado para o programa de inovação, estes profissionais terão mais disponibilidade e concentração para se dedicarem à esta tarefa, podendo desenhar iniciativas mais consistentes e com mais qualidade do que fariam no ambiente de trabalho tradicional.

Além disso, o home office minimiza a maior parte das justificativas que atrapalham o andamento do programa de inovação: as desculpas da operação.

É comum nos escritórios presenciais, por exemplo, que as pessoas sejam interrompidas nos corredores a respeito de questões operacionais urgentes, ocupando o tempo que poderiam dedicar ao desenvolvimento de iniciativas inovadoras. No home office, porém, isso é muito mais difícil de acontecer, pois por mais que haja distrações, ainda é possível filtrá-las e priorizá-las mais ativamente.

5. Ambiente inovador

Você já parou para se perguntar porque há tantas empresas inovadoras na região do Vale do Silício? Apple, Google, Tesla, Facebook e tantas outras gigantes da tecnologia não escolheram essa região para instalar suas sedes por acaso: estar em um ambiente que foge do comum faz toda a diferença.

É só pensar no processo de criação de grandes artistas: eles precisam sair do seu local comum para buscar inspiração.

Lembra-se que falamos no início do texto que inovação não necessariamente é algo novo, mas algo diferente? Bem, trabalhar de casa permite que as pessoas enxerguem a empresa de um outro ponto de vista (de fora para dentro), e assim possam encontrar inspiração em pontos que não visualizariam normalmente. Assim, observar as coisas de uma perspectiva diferente pode ajudar a organização a encontrar outras formas de agregar valor aos clientes ou mesmo de estruturar os processos internos.

Leia também  Pontos importantes para gerenciar projetos de inovação

6. Disciplina e autogerenciamento

Trabalhar em home office é um grande exercício de disciplina, exigindo que os profissionais desenvolvam sozinhos a capacidade de se auto gerenciar. Afinal, a comodidade de estar em casa precisa andar em conjunto com a entrega de resultados.

Mesmo que em algumas empresas exista a crença de que a inovação é uma brincadeira, é importante destacar que a organização e a disciplina são fundamentais para que esse processo tenha sucesso. Profissionais comprometidos são um fator chave para a inovação, afinal, são eles os responsáveis por sugerir diferentes iniciativas e estruturar maneiras de testá-las e colocá-las em prática.

Com a disciplina da equipe desenvolvida e uma cultura orientada a resultados, todos os envolvidos no programa de inovação terão a mesma missão: trazer alternativas que ajudem a aumentar a performance, mesmo à distância.

Esperamos ter te ajudado a entender um pouco mais sobre como o home office pode criar um ambiente perfeito para o seu programa de inovação. Sem dúvidas, é um processo complexo que exige esforço de várias partes, mas que tem um grande potencial de resultados quando se torna parte da cultura organizacional.

Para entender melhor como instituir uma cultura de inovação na organização, sugerimos que assista ao nosso webinar gratuito sobre o tema!

CTA-Como-criar-uma-cultura-de-inovação-na-organização

Email Marketing by E-goi

Deixe uma resposta

Consultoria Conduzimos gestores e suas equipes à conquista de resultados! Outsourcing Alocação de profissionais especializados e de alta maturidade Capacitação Treinamentos In Company