Como a integração de sistemas pode gerar riscos para a TI

Integração de sistemas

A globalização e o desenvolvimento tecnológico modificaram a realidade de muitas organizações. Hoje existe uma necessidade crescente de ter informações disponíveis online e real-time, pois elas garantem que as decisões sejam tomadas com mais assertividade. Com o surgimento de novas soluções de TI para atender as demandas de negócio, ter uma integração de sistemas se tornou essencial para otimizar processos, centralizar dados e melhorar a experiência dos usuários.

No entanto, se a empresa não tomar a devida cautela, a integração pode acabar gerando alguns riscos para a TI e, consequentemente, para a organização. Neste post você vai conhecer quais são esses riscos e como eles ocorrem.

Mas, antes de começar, vamos te dar um breve contexto sobre como funciona a integração de sistemas nas organizações. Acompanhe a leitura!

De que forma as empresas normalmente fazem integração de sistemas

Contar com uma ferramenta tecnológica que dê suporte aos processos facilita o trabalho dos colaboradores e proporciona um maior alinhamento entre as pessoas.

Mas não dá para simplesmente sair por aí comprando todos os sistemas que aparecem pela frente, sem avaliar a real necessidade e os impactos que podem gerar na empresa. A área de tecnologia da informação precisa controlar e integrar esses sistemas, participando ativamente dessa escolha.

É muito comum que as empresas optem por implantar primeiro um sistema generalista e centralizador, como o ERP (Enterprise Resource Planning), e depois adicionem sistemas especialistas, focados em apenas uma parte do negócio, como por exemplo, uma ferramenta para força de vendas ou programação fina da produção. É importante ressaltar que não se trata necessariamente de uma regra, já que também é possível fazer a integração entre sistemas especialistas.

A integração pode ser de mão única ou de via dupla. Existem sistemas que apenas enviam informações e sistemas que apenas recebem informações, como o BI (Business Intelligence), por exemplo. Essa integração pode ser feita de forma online ou manualmente, através de importação de arquivos.

governança de ti

Agora você já deve ter uma noção de como a integração de sistemas funciona na maioria das empresas. Mas como será que ela pode gerar riscos para o negócio? Veja a seguir.

Leia também  Riscos da TI podem colocar o negócio em risco?

Riscos de não gerenciar a integração de sistemas

Esse ecossistema digital, mencionado anteriormente, pode ser um pouco complexo dependendo do número de sistemas integrados e do meio de integração. Por isso, ter um desenho que descreva a arquitetura das soluções sistêmicas é muito importante para reduzir riscos com a inclusão de novos sistemas ou com a manutenção dos sistemas já existentes. Alguns exemplos desses riscos são:

Tomar decisões com informações erradas

Isso pode ocorrer por diversos motivos. No caso de integração online, uma falha na conexão de internet, por exemplo, pode fazer com que a informação chegue incompleta ou incorreta. Já no caso de integração manual, em que uma pessoa precisa enviar um arquivo para que a atualização seja feita, existe o risco de manipulação de dados.

Afetar a performance dos processos

Dados inconsistentes podem ter um impacto enorme no desempenho dos processos. Se uma informação não chega até quem precisa dela ou apresenta erros, atividades deixam de ser feitas ou são feitas sem necessidade, as entregas atrasam e, consequentemente, ocorre o desperdício de esforços.

Dar prejuízos financeiros para o negócio

A falta de agilidade e continuidade do processo afeta o consumidor final, que deixa de receber o produto ou serviço contratado com a qualidade esperada no tempo estimado. Clientes insatisfeitos deixam de comprar e isso acarreta prejuízos para organização.

Resumindo

Um dos pilares da governança de TI é a gestão de riscos. Se as empresas não se preocuparem em fazer a arquitetura da integração de sistemas, isso pode gerar sérios danos para a organização. É importante ressaltar que neste post abordamos apenas um aspecto da TI que pode gerar riscos ao negócio.

Saiba mais lendo nosso post completo com tudo o que você precisa saber sobre Governança de TI, aproveite e baixe o conteúdo em formato de e-book.

Ebook Governança de TI

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

oito + dezoito =

Consultoria Conduzimos gestores e suas equipes à conquista de resultados! Outsourcing Alocação de profissionais especializados e de alta maturidade Capacitação Treinamentos In Company