Governança de TI: guia completo com o que é, objetivo, pilares e mais!

Imagem de código fonte para ilustrar texto de governança de TI

Última atualização em 22/02/2024


A tecnologia da informação é uma das áreas mais promissoras atualmente. Em tempos de revolução digital, não é exagero dizer que a TI é o futuro das organizações.

Por isso, se a TI da sua empresa ainda não está acompanhando as mudanças de mercado, esse é o momento certo para começar a se preparar. Para tal, você pode contar com a governança de TI: disciplina capaz de gerar valor aos negócios através da tecnologia.

Quer aprender a utilizar a governança de TI para tornar a TI mais estratégica e ativa no seu negócio? Siga com a leitura!

O que é governança de TI?

A governança de TI é um conjunto de normas, práticas e diretrizes desenvolvidas para alinhar as atividades do setor de tecnologia à estratégia da organização e, ao mesmo tempo, garantir a segurança e a eficácia do funcionamento dos processos internos.

A governança de TI é um desdobramento da governança corporativa que atua como um mecanismo de controle, estabelecendo políticas que direcionam as atividades do setor de tecnologia da informação.

Na prática, o principal foco da governança de TI é transformar o setor de tecnologia em um parceiro estratégico do negócio, a fim de:

  • Melhorar o desempenho dos serviços de TI;
  • Promover a transformação digital na empresa;
  • Elevar a satisfação dos usuários;
  • Contribuir para o alcance dos objetivos estratégicos.

Desse modo, a TI é capaz de gerar diferencial competitivo aos negócios, pois traz novos resultados para a empresa através da tecnologia.

Qual o principal objetivo da Governança de TI?

O principal objetivo da governança de TI é assegurar que as estratégias e objetivos de uma organização sejam efetivamente alcançados por meio do uso otimizado e alinhado da tecnologia da informação.

Por que ter uma governança em TI?

A governança de TI é essencial para gerenciar os riscos que a TI oferece ao negócio e garantir segurança para a empresa! Ela atua como um mecanismo de controle que assegura a proteção das informações, diminui custos, otimiza recursos e dá suporte à tomada de decisões.

Logo, a responsabilidade não é apenas do CIO: ela deve ser elaborada em conjunto com a alta administração e os próprios usuários. Assim, garantimos que as expectativas estejam alinhadas e todas as vozes devidamente representadas.

A governança de TI também é um importante auxiliar na hora de mostrar para a organização como a TI agrega valor ao negócio, de acordo com o seu nível de maturidade. Mais do que uma prestadora de serviços, a TI deve ser uma área-chave da empresa. O gerente de TI precisa ser uma pessoa visionária, que consiga enxergar os elos que aproxima a TI do negócio.

Leia também o post que explica o que é LGPD nas empresas

Benefícios da governança de TI

  • Maior precisão e segurança das informações;
  • Crescimento no nível de maturidade da TI;
  • Otimização de custos;
  • Redução de riscos;
  • Melhoria na comunicação interna.

Mas, esses benefícios também não fazem parte da gestão de TI?

Por serem áreas próximas, a governança e a gestão de TI costumam ser bastante confundidas, mas, não são a mesma coisa. Entenda as diferenças:

Qual a diferença entre gestão de TI e governança de TI?

A governança de TI é responsável por desenvolver a estratégia do setor de tecnologia, enquanto a gestão pela execução das ações necessárias para atingir as metas estabelecidas.

Então, se a governança de TI estabelece objetivos para o setor tecnologia, a gestão de TI garante que eles serão executados com eficiência.

A imagem abaixo destaca outras diferenças entre governança e gestão de TI:

Viu só como a governança de TI é fundamental para os negócios? Siga para descobrir quais aspectos considerar na hora de implantá-la na sua empresa:

Leia também o post sobre Governança de dados

Quais são os 5 pilares da governança de TI?

Podemos dizer que a função da governança de TI é alinhar o setor de tecnologia ao planejamento estratégico. Mas, como isso acontece?

O Instituto de Governança de TI (ITGI) aponta 5 aspectos que as equipes de governança de TI devem concentrar esforços para o sucesso da implantação:

1. Alinhamento estratégico:

O alinhamento estratégico é uma etapa importante para impulsionar o setor de tecnologia a desenvolver soluções eficientes para o alcance dos objetivos do negócio.

Para isso, você deve criar um planejamento estratégico de TI, que irá te ajudar a direcionar os serviços de tecnologia a favor de crescimento do negócio.

2. Entrega de valor:

A entrega de valor é resultado da eficiência dos serviços de TI. A equipe de governança deve garantir que as entregas do setor de tecnologia serão de qualidade, com baixo risco e alto retorno sobre investimento (ROI).

Uma boa prática para garantir a entrega de valor, é criar um acordo de nível de serviço (SLA), documento que formaliza as expectativas frente aos serviços de TI, garantindo que as entregas serão feitas de acordo com o combinado – nem mais, nem menos.

3. Gestão de recursos:

A governança de TI é responsável por definir e gerenciar o orçamento do setor de tecnologia, o que envolve:

  • Os recursos humanos (pessoas);
  • Os recursos físicos (infraestrutura).

Para isso, a equipe de governança de TI pode seguir os 6 processos básicos para os gerenciamentos de recursos definidos pelo Guia PMBOK.

4. Gestão de riscos:

A gestão de riscos em TI é fundamental para o sucesso da governança. Além de identificar e solucionar riscos, as equipes de governança devem comunicá-los a empresa e aos clientes. O ideal é seguir os normativos estabelecidos pela ISO 31000 (norma internacional de gestão de riscos).

Para saber mais sobre a ISO 3100 e como aplicá-la na gestão de riscos, leia: Gestão de riscos corporativos: como implementar e evitar surpresas (euax.com.br)

5. Avaliação de desempenho:

Para se certificar que a TI está entregando os benefícios esperados é fundamental ter indicadores de avaliação de desempenho que demonstrem os resultados de forma rápida e simples.

Com os indicadores, é possível monitorar a performance dos projetos de TI, analisando se é necessário reavaliar o planejamento estratégico para atingir melhorias futuras.

6. Bônus: utilize os melhores frameworks e ferramentas de TI

Com os ferramentas de TI e frameworks certos, a sua organização é capaz de aumentar a produtividade do setor de TI, pois essas soluções:

  • Possibilitam uma visão ponta a ponta do negócio;
  • Melhoram a comunicação;
  • Tornam o tráfego de informações mais seguro;
  • Possibilitam as equipes focar nas atividades que agregam valor ao negócio.

Leia também o post implantando a governança de ti

Principais padrões e frameworks para a governança de TI

Assim como na gestão de projetos existem normativos como o PMBOK, na governança de TI isso não é diferente.

Para te ajudar, separamos uma lista com os principais frameworks e padrões utilizados pela governança:

  • ITIL®: É um conjunto de boas práticas para governança de TI, com foco na gestão de serviços.
  • COBIT®: É o framework de gestão e governança de TI desenvolvido pela ISACA.
  • TOGAF®: Modelo de arquitetura corporativa criado pelo The Open Group.
  • SAFe®: Framework de processos que reúne os princípios do Scrum, Lean e Agile.
  • ISO/IEC 27001: Padrão para segurança da informação desenvolvido pela IEC.

Dessa lista, existem dois frameworks que se destacam quando se fala em governança de TI: o ITIL e o COBIT. Vamos entender um pouco mais sobre eles:

ITIL

O ITIL (Information Technology Infrastructure Library) é um conjunto de boas práticas para o gerenciamento de TI. Com o ITIL, é possível estruturar a gestão de serviços de TI, definindo quais regras e processos vão ser adotados para atender as demandas dá organização de forma efetiva.

Através desse framework, a área de tecnologia da informação pode medir seu desempenho e verificar se ele bate com aquilo que se espera da TI.

KIT de introdução ao ITIL

COBIT

O COBIT (Control Objectives for Information and Related Technologies) tem sua atenção voltada para o controle da gestão interna da área de TI, garantindo que as ações da TI estejam em conformidade com o planejamento estratégico da organização.

Então, se o ITIL é focado na gestão de serviços, o COBIT possui uma visão mais ampla da TI: enquanto o ITIL define “como” fazer, o COBIT aponta “o que fazer”.

Por isso, é comum que as empresas utilizem os dois frameworks juntos, embora isso não seja uma regra e também seja possível adotar apenas um dos modelos.

Agora que você já sabe o que é governança de TI e conhece suas boas práticas, pode estar se perguntando: como é o cotidiano de um profissional de governança de TI? Confira na sequência:

O que faz um profissional de governança de TI?

No dia a dia, um profissional de governança de TI é responsável por:

  • Mapear e avaliar o uso das soluções de TI dentro da empresa;
  • Incentivar a implantação da transformação digital no negócio;
  • Criar e monitorar políticas e normas que auxiliem a empresa a alcançar os objetivos de negócio por meio da TI;
  • Definir e padronizar processos que sejam adequados ao setor de tecnologia.

Quanto ganha um profissional de governança de TI?

Em média, um analista de TI R$ 4.062,00 por mês no Brasil. Já profissionais mais sêniores, podem receber até R$ 10 mil reais.

Conseguiu entender como a governança de TI é fundamental para o seu negócio?

Esperamos que essas dicas te ajudem a implantar uma governança de TI de forma rápida e prática. Mas, se ainda assim você tiver alguma dúvida ou precisar de uma mãozinha na implantação, baixe o nosso e-book e aprenda como elevar os resultados da TI!

Ebook Governança de TI


ITIL® é marca registrada da AXELOS LIMITED.
COBIT® é marca registrada da ISACA.
TOGAF® é marca registrada do The Open Group.
Guia PMBOK® é marca registrada do Project Management Institute.
BABOK® é marca registrada do IIBA.
BPM CBOK® é marca registrada da ABPMP.
SAFe® é marca registrada da Scaled Agile.
ISO® é marca registrada da International Organization for Standardization

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Consultoria Conduzimos gestores e suas equipes à conquista de resultados! Outsourcing Alocação de profissionais especializados e de alta maturidade Capacitação Treinamentos In Company
@mrjackson